Priores

Caros Fraters e Soros, Priores.

Iniciais nesta fase um grande passo na ascensão de vosso trabalho, para o vosso crescimento espiritual, de seus Prioratos e de todos que compõe esta casa Templária.

Como deveis saber, na Ordem não se deve buscar posições de graus elevados, deve-se trabalhar para merecê-los.

Ninguém pode se tornar um bom comandante, se não for um bom soldado.

Todos nós estamos sempre sendo observados, sem que o percebamos.

O estudo, trabalho, dedicação, esmero e o respeito à Ordem e à sua hierarquia muito contam no crescimento de cada membro da Ordem.

Cada Prior, como Cavaleiro e Dama do Templo deve ser incansável na busca do seu crescimento espiritual, do seu renascimento, de todo o seu Priorato e da Ordem. Cristo conta conosco, portanto, trabalhe.

O intelecto não consegue entender as cousas divinas, só o sentir. O crescimento de vossos Prioratos depende do crescimento e da comunhão de todos. Portanto, que sejais dignos de estar à frente desse trabalho.

Alcançar esta posição dentro da Ordem é uma graça que surgiu da união e do trabalho de todos, portanto, continuem trabalhando juntos com firmeza e humildade para que sejam dignos de ensinamentos ainda mais profundos e elevados.

Muitos caíram no meio do caminho, desistiram ou procuraram caminhos mais “fáceis”, ou mais cômodos, mas, certamente esses, estão na contramão dos ensinamentos do Mestre.

Entendais sempre que os conhecimentos sagrados devem penetrar através de seus corações e não de seus intelectos para que se instalem em vós e se estenda a todos. Para que isso aconteça a Egrégora do Priorato deve manter-se em elevado nível de harmonia e expansão de consciência. Sem respeito, sem fidelidade, sem amor não se consegue encontrar o Graal, o coração deve estar puro e limpo para que isso aconteça.

Lembrem-se que todo material da Ordem é reservado e só pode ser acessado através daqueles a quem lhes são confiadas as senhas, portanto, usem o mesmo com a responsabilidade e os compromissos que assumiram para tanto.